MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
ECONOMIZANDO COM VOCÊ

OIFEODONTO 1 ANO

OIFEODONTO 1 ANO
LOJAS TROPICAL - MANIA DE PREÇOS BAIXOS

terça-feira, 1 de agosto de 2017

SÃO VICENTE FÉRRER - Réu é condenado por lesão corporal grave

Em sessão do Tribunal do Júri de São Vicente Férrer, realizada em 25 de julho, o réu Ednilson Cardoso Martins, mais conhecido como “Carirão”, foi condenado a dois anos, dois meses e 20 dias de reclusão, em regime inicial semiaberto, devido a uma lesão corporal grave cometida contra sua companheira Cenira Maranhão Pereira.

A sentença foi proferida pelo juiz Bruno Barbosa Pinheiro. O Ministério Público do Maranhão (MPMA) foi representado pela promotora de justiça Alessandra Darub Alves.

CRIME

O conselho de sentença reconheceu que o crime, ocorrido em 2011, foi cometido porque o acusado suspeitava que sua companheira o traía. “Carirão”, ao chegar na residência do casal, teria pego uma faca, chamou os filhos em comum e pediu-lhes que se despedissem da mãe, pois iria matá-la. Em seguida, ele desferiu um golpe de faca na vítima na região do abdômen e fugiu do local.

Ednilson Cardoso Martins foi condenado por lesão corporal grave qualificada pela incapacidade da vítima para ocupações habituais por mais de 30 dias e pelo perigo de morte.

O réu esteve preso no período de 19 de dezembro de 2013 a 31 de janeiro de 2014.

CAJAPIÓ

Em Cajapió, termo judiciário da Comarca de São Vicente Férrer, na sessão do Tribunal do Júri de 26 de julho, o réu Paulo César Santos Souza foi condenado, por homicídio, a 16 anos de prisão, em regime fechado.

De acordo com a acusação do Ministério Público, o acusado foi responsável pelo assassinato de José Raimundo Abreu, ocorrido em agosto do ano passado. Constam nos autos, que no dia 18 de agosto, no município de Cajapió, Paulo César desferiu golpes de faca na vítima na região do tórax, que veio a falecer no dia 23 de agosto do mesmo ano.

No interrogatório, o réu confirmou a autoria do crime e alegou que agiu em legítima defesa, porque a vítima e um de seus filhos, Luís Carlos Abreu, teriam tentado matá-lo com várias pauladas de cabo de machado.

O réu foi preso em flagrante em 19 de agosto de 2016.

Redação: CCOM-MPMA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Pages