ALIANÇAFIBRA COM NOVOS PLANOS

ALIANÇAFIBRA COM NOVOS PLANOS
O SEU NOVO PROVEDOR EM TIMBIRAS 100% FIBRA

EM TIMBIRAS TEM "W CELL"

EM TIMBIRAS TEM "W CELL"
ASSISTENCIA TECNICA EM CELULARES

segunda-feira, 31 de agosto de 2020

Construindo relações e resultados



Às vésperas de completar 26 anos, o OGMO Itaqui – Órgão de Gestão de Mão de Obra do Porto do Itaqui continua investindo no aperfeiçoamento dos trabalhadores portuários. A novidade, no entanto, é que pela primeira vez realiza uma oficina de desenvolvimento onde a ênfase se dá no campo comportamental aliado à competência técnica.

Esse fator, na avaliação da diretora executiva do OGMO, Ana Barbosa, é fundamental para o atual momento do setor. “Muito se fala em tecnologia, em automatização, mas as vezes esquecemos de falar na competência que consideramos uma das mais importantes que é a humanização, a competência de relacionamento, ou seja, a preparação desse colaborador para uma relação mais agregadora com o seu cliente”, destaca.

Nesse contexto, o OGMO-Itaqui realizou nesta sexta-feira, 28 de agosto, o primeiro  encontro  de uma jornada de desenvolvimento com os estivadores que trouxe o tema “Construindo Relações e Resultados”. Para a analista de Recursos Humanos do OGMO, Márcia Maranhão, o treinamento comportamental é “uma sementinha para o novo, que nasceu da necessidade de conectar o trabalhador portuário com a visão, missão e valores dos nossos clientes”.

O tema foi recebido com bastante entusiasmo pela classe. Para Jouberth Mendes, estivador há 15 anos, foi um momento para ampliar a visão do trabalhador. “Venho de uma família de estivadores – o meu pai era estivador. Tive a oportunidade de experimentar um pouco daquilo que era antes e hoje há esse novo momento, uma nova forma de se relacionar”, diz.



Ricardo Dutra, estivador há 10 anos, também avaliou a iniciativa como positiva. “Nesses últimos dez anos tem se falado um pouco sobre a questão comportamental. É algo novo no setor portuário e que vai agregar muito”. Nessa perspectiva de conexão com o cliente a Companhia Operadora está sendo um parceiro na construção dessa jornada. Na opinião de Joelson Xavier,  gerente geral da operadora associada, as relações interpessoais são, hoje, um dos maiores desafios do setor e por isso esses exemplos de sensibilização são importantes. “Nesse elo do processo logístico, esses trabalhadores são essenciais para nós e por isso é importante que entendam o processo operacional como um todo e isso passa pelo relacionamento interpessoal”, explica. A oficina foi desenvolvida pela consultoria SERHUM, empresa especializada em gestão de pessoas, que vem buscando inovação nas estratégias de treinamento e desenvolvimento de carreira com realizações de oficinas e workshops, focados nas competências comportamentais necessárias ao ambiente de trabalho.

domingo, 30 de agosto de 2020

CHEGOU A VEZ DA CONSTRUÇÃO DA ESTRADA TAO ESPERADA DA REGIÃO DO RIO IGUARA EM TIMBIRAS.

Depois de anos de espera,  os moradores dos povoado Bacaba, Barrocas, Jucara do Higino, Boa Fé, Mirindiba, Santa Filomena, Bebedouro, Macajuba, Parazinho, Canafistula e Axixá serem beneficiados pela construção de estrada vicinal. 

Região muito sofrida por falta de estradas, emenda parlamentar do Senador maranhense Roberto Rocha garantirá a construção de 59,20 km de estradas vicinais em vários povoado do município de Timbiras. 

Vários moradores mais antigos e já até falecidos desejaram a construção desta valiosa estrada. Inúmeros gestores prometeram a construção, mas na gestão do Dr Antônio Borba, será realizada o sonho destes moradores da região do Rio Iguara.


 

sábado, 29 de agosto de 2020

PARTICIPE DA MEGA PROMOÇÃO FINAL DE ANO DA NACIONAL GÁS TIMBIRAS

A NACIONAL GÁS TIMBIRAS, ESTÁ COM UMA MEGA PROMOÇÃO FIM DE ANO DA SORTE, SERÃO DOIS SORTEIOS UMA BOLADA DE R$ 500,00 REAIS EM DINHEIRO NA HORA.

E PARA VOCÊ PARTICIPAR É FÁCIL, FAÇA AGORA MESMO O PEDIDO DE SUA RECARGA NA NACIONAL GÁS TIMBIRAS ATRAVÉS DO WHATSAPP (99) 98100-8060 OU PELO TELEFONE GRÁTIS - 0800 280 6606. EXIJA SEU CUPOM E DEPOSITE NA URNA COM SEU NOME E ENDEREÇO:

O SORTEIO SERÁ DIVIDIDO EM DUAS VEZES, PRIMEIRO SORTEIO SERÁ DIA 30 DE OUTUBRO E O SEGUNDO DIA 30 DE DEZEMBRO DESSE ANO.



sexta-feira, 28 de agosto de 2020

ALEX ROCHA propõe sessão solene em homenagem aos profissionais da saúde de Timbiras – MA.

Acompanhando todo o trabalho que vem sendo realizado pelos profissionais da saúde buscando a prevenção e nos cuidados relacionados ao coronavírus, o vereador Alex Rocha (PDT), de Timbiras - MA, propôs uma Sessão Solene em homenagem aos profissionais da área. No pronunciamento o vereador agradeceu a todos os colaboradores de saúde do município, e propôs que a sessão para os profissionais municipais que engloba: SAMU, agente de endemais, colaboradores dos postos de saúde, agentes comunitários de saúde, e aos profissionais do Hospital Regional de Timbiras.

“Enquanto todos estamos nos resguardando, os profissionais da saúde estão, literalmente, dando suas vidas para salvar tantas outras. Nada mais justo que uma homenagem aos técnicos em enfermagem, enfermeiros, médicos, agentes de saúde, enfim a todos os profissionais da área da saúde”, declara Alex Rocha.



quinta-feira, 27 de agosto de 2020

NOTÍCIAS TIMBIRAS PROFESSOR GIL AGRADECE FAMÍLIA, AMIGOS E POPULAÇÃO PELO APOIO RECEBIDO.

O pré-candidato Professor Gil pelo PDT Timbiras, agradeceu à todos pelo apoio que vem recebendo nesta pré-campanha . Agradeceu particularmente todos que acreditam no novo, confiando tão importante missão que é a de representá-los nesta jornada.


Professor Gil afirma está vivendo um dos momentos mais importantes de sua vida, pois foi com árduas lutas, dias de oração e fé em Deus, que chegou onde está. Com muita humildade e grande responsabilidade.

Relembrou as dificuldades quando foi jardineiro e quando vendia bananas e laranjas pra ajudar no sustento da sua família, passando por muitas dificuldades. Mas, com muita confiança vem vencendo as dversidades e hoje, muito feliz por ter conquistado a amizade e o carinho das pessoas de Timbiras.

Professor Gil comentou que a população pode ter a certeza de que honrará e respeitará cada morador de sua amada Timbiras, pois recebeu uma valiosa Educação de seus pais, da qual tem muito orgulho de levar o sobrenome Martins. Prometeu que honrará as virtudes de Educação e os princípios cristãos recebidos de seus pais, com muita sabedoria e dedicação em prol de uma cidade cada dia melhor.

"Que Deus nos proteja e nos conceda discernimento e sabedoria durante todo o tempo. Concluiu Professor Gil.

Entrevista com Padre José, pároco da cidade de Timbiras, sobre festejo de Sao Raimundo Nonato

 

SEMED TIMBIRAS ENTREGA LIVRO DIDÁTICO PARA EDUCAÇÃO INFANTIL PELO 4º ANO SEGUIDO

 

17º BPM de Timbiras comemora o dia do Soldado; saiba como foi.

 

quarta-feira, 26 de agosto de 2020

Falso Negativo: investigações apontam existência de 'lista VIP' que priorizou políticos em testes de Covid-19 no DF

 Por Gabriel Luiz, TV Globo 

 Secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, em coletiva de imprensa — Foto: Renato Alves/Agência Brasília

As investigações da operação Falso Negativo apontam para a existência de uma "lista VIP" que priorizava determinadas pessoas, inclusive políticos, na realização de testes de Covid-19 no Distrito Federal. Mais de 170 pessoas teriam sido beneficiadas.

Conversas obtidas pelo Ministério Público do DF (MPDFT) mostram que o secretário de Saúde afastado, Francisco Araújo, exigiu agilidade ao diretor do Laboratório Central do DF, Jorge Antônio Chamon Júnior, nos resultados dos exames do ex-senador Luiz Estevão e do ex-governador José Roberto Arruda. 

Francisco e Jorge Antônio estão entre os seis presos pela operação na terça-feira (25) (veja lista abaixo). Todos integram a cúpula da Secretaria de Saúde do DF. Segundo o Ministério Público, eles são suspeitos de integrar uma suposta organização criminosa que direcionou e superfaturou a compra de testes rápidos para Covid-19 na capital.

As defesas dos suspeitos alegam inocência. O governador Ibaneis Rocha (MDB) afastou o grupo após a operação, mas disse que eles estão sendo "indevidamente acusados". Já a Secretaria de Saúde informou que sempre colaborou com as investigações (veja mais abaixo). 

'Lista VIP'

Os diálogos foram obtidos pelo Ministério Público após a apreensão de celulares dos envolvidos, na primeira fase da operação, em 2 de julho. Em uma das conversas, em 20 de março, o secretário Francisco Araújo pediu urgência no resultado do ex-senador Luiz Estevão. 

Já em junho, outra exigência de agilidade, desta vez para o ex-governador José Roberto Arruda. O diretor do Lacen tenta rebater, mas Francisco Araújo mantém o pedido. Veja diálogo abaixo:

Francisco Araújo: Do Arruda

Jorge Chamon: Do arruda só ficará pronto amanhã

Francisco Araújo: Cara, dar [sic] não. Tem que ser hoje. Eles tá só esperando para viajar para encontrar a mãe. Por isso a gente leva bronca pela demora.

Jorge Chamon: Não há como atender todas essas prioridades. Estamos recebendo mais de 1 mil amostras por dia

Francisco Araújo: Então prioriza o que peço. 

À TV Globo, a defesa de Francisco Araújo rebateu as acusações e disse que, embora os promotores falem em corrupção e lavagem de dinheiro, não há nenhuma referência a isso nos autos. Sobre a "lista VIP" para o teste do coronavírus, o advogado não se pronunciou.

Já o advogado do ex-governador José Roberto Arruda disse que ele desconhece qualquer pedido de prioridade nos resultados, que demoraram vários dias para serem entregues. O advogado do ex-senador Luiz Estevão disse que não vai comentar. 

Irregularidades em contratos

Segundo o MPDFT, a cúpula da Secretaria de Saúde direcionou e superfaturou dois processos de compra de testes rápidos para a Covid-19 na capital, por dispensa de licitação. A estimativa é que o prejuízo aos cofres públicos chegue a R$ 18 milhões.

As investigações apontam que as empresas eram pré-selecionadas para o fornecimento do material e definiam diversos critérios no edital de compra. Um dos contratos questionados foi fechado com uma empresa atacadista e importadora de brinquedos, Luna Park, que fica em Santos, no estado de São Paulo (leia nota da empresa no fim da reportagem).

Segundo o MP, a fornecedora "foi contratada embora tenha oferecido o maior valor por unidade de teste na dispensa de licitação, a sua documentação tenha sido oferecida fora do prazo e o parecer inicial relativo à sua proposta tenha sido pela rejeição". 

A atacadista de brinquedos foi escolhida para fornecer 90 mil testes, ao custo de R$ 16,2 milhões. O Ministério Público afirma que o processo de contratação durou apenas dois dias e que a empresa chegou a indicar itens que nem estavam previstos, como teste para detecção da Hepatite C.

O outro contrato analisado trata de aquisição de 100 mil testes rápidos para utilização nos postos drive-thru, firmado com a empresa Biomega por R$ 19 milhões. De acordo com as investigações, o secretário de Saúde "mantinha tratativas extraoficiais com o setor privado para o fornecimento dos serviços".

A empresa Biomega teria, inclusive, decidido previamente que seriam contratados 15 pontos de drive-thru para o DF e conseguido ampliação de 90 mil testes previstos inicialmente para 100 mil, segundo os promotores (leia nota da empresa no fim da reportagem).

Os crimes em investigação são de fraude à licitação, lavagem de dinheiro, organização criminosa, além da prática de corrupção ativa e passiva. O caso ainda pode ser caracterizado como cartel.

Quem é quem no grupo?

Os investigadores chegaram até as suspeitas de "conluio" entre a pasta e as vencedoras das dispensas de licitação após analisar conversas entre o secretário de Saúde e equipe, em aplicativos de mensagens, após apreensão de celulares na primeira fase da operação. 

Para o Ministério Público, a investigação trata da "maior organização criminosa entranhada no atual governo do Distrito Federal", que "se alimenta da morte de inúmeras vítimas" da Covid-19. O órgão afirma que cada integrante possui um papel no grupo:

  • Francisco Araújo - secretário de Saúde do DF

Apontado como quem "controla e comanda" a organização criminosa. Seria "quem decide qual empresa será contratada; os prazos exíguos para apresentação de propostas; e até mesmo o quantitativo de testes a serem adquiridos".

  • Ricardo Tavares Mendes - ex-secretário adjunto de Assistência à Saúde do DF

Apontado pelo Ministério Público como "membro fundamental e segundo na hierarquia da célula criminosa dos servidores públicos". Seria o responsável por dar "ares de legalidade" ao processo.

 Eduardo Seara Machado Pojo do Rego - secretário adjunto de Gestão em Saúde do DF

No papel de analisar as contratações, como autoridade máxima da Vigilância em Saúde, é suspeito de dar "falsa validade aos projetos básicos" com objetivo de "afastar eventuais alegações de invalidade ou conluio na edição e lançamento de tais documentos".

A defesa de Eduardo Hage diz que o cliente "se declara inocente em relação às acusações imputadas a ele e acredita que toda a situação desta investigação vai ser esclarecida com brevidade". 

Jorge Antônio Chamon Júnior - diretor do Laboratório Central do DF

Segundo promotores, Jorge tinha como principal função "orientar tecnicamente o grupo" sobre "como devem ser lançados alguns itens no edital para 'evitar problemas'". Além disso, teria a "tarefa de chancelar os projetos básicos e justificar, falsamente, os quantitativos que estão sendo comprados", já que os montantes estariam sendo definidos pelas empresas.

  • Ramon Santana Lopes Azevedo - assessor especial da Secretaria de Saúde do DF

Seria quem "articula com as empresas privadas buscando boas contratações que favoreçam o grupo e com os demais integrantes do grupo em nome do Secretário". 

Iohan Andrade Struck - subsecretário de Administração Geral da Secretaria de Saúde do DF 

Apontado como quem "controla o que vai para a publicação e os ofícios com as informações que as empresas devem apresentar, além de montar os processos com os documentos necessários para que o procedimento tenha aparência de licitude.

Ele é o único que não foi preso na operação de terça. A Justiça expediu um mandado de prisão contra o gestor, mas ele não foi encontrado pelos investigadores. Segundo a defesa, Iohan está em isolamento com sintomas de Covid-19.

O que diz a defesa de Francisco Araújo?

"A defesa do Secretário de Saúde do Distrito Federal, manifesta inicialmente o respeito ao Ministério Público e ao Poder Judiciário. Para além disso, é preciso destacar que esse não é primeiro e nem será o último caso em que um agente público sofre com a prisão preventiva e depois é inocentado no processo. Diz-se isso por que o Secretário está seguro de que não praticou crime algum e que confia na sua equipe da Secretaria de Saúde. A defesa examinou a decisão que decretou a prisão e está convencida de que o Ministério Público trabalha no plano do equívoco, o que será esclarecido ao longo da apuração dos fatos."

O que diz o governador?

Após a decisão, o governador Ibaneis Rocha chamou a ação de "desnecessária" e disse que a pasta manteve todos os processos transparentes. Veja abaixo:

"O Governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, no momento em que declara sua irrestrita confiança no Poder Judiciário local, vem a público lamentar a desnecessária operação ocorrida nesta manhã e que culminou na prisão preventiva da cúpula da Secretaria de Saúde.

O Secretário de Saúde, Francisco Araújo Filho, e toda sua equipe sempre estiveram à disposição das autoridades para esclarecer quaisquer fatos, mantendo abertos todos os processos em curso na SES, inclusive com acompanhamento on-line do Ministério Público, pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), comprovando a inexistência dos crimes a que estão sendo indevidamente acusados.

Neste momento não resta outra atitude de minha parte a não ser afastar preventivamente os acusados, com o único intuito de não paralisar os importantes serviços prestados à sociedade do Distrito Federal pela Secretaria de Saúde, em especial neste momento de pandemia.

Aguardo rápida apuração e o esclarecimento dos fatos para que pessoas inocentes não tenham seus nomes indelevelmente manchados"

O diz a Secretaria de Saúde?

Na manhã de quarta, a secretaria de Saúde informou que sempre colaborou com as investigações. Veja íntegra abaixo:

"A Secretaria de Saúde do Distrito Federal (SES) informa que sempre esteve à disposição do Ministério Público, colaborando com as investigações e fornecendo todos os documentos necessários à devida apuração dos fatos relativos à operação Falso Negativo, desde a sua fase inicial.

A SES não só disponibiliza as informações solicitadas como franquia o acesso online dos membros do MP a todos os processos de compras e contratos da pasta, através do Sistema Eletrônico de Informações (SEI) e vem realizando reuniões semanais com os membros desse órgão de controle para esclarecer dúvidas, acatar recomendações e aprimorar os mecanismos de transparência dos atos e ações da pasta junto à sociedade.

O que diz a empresa Biomega?

“A Biomega não vendeu ao GDF kits de testes rápidos para detecção da Covid-19. A empresa é um laboratório de análises clínicas que participou de um processo licitatório para prestação de serviços de exames laboratoriais de anticorpos para a Covid-19. O serviço incluiu montagem de tendas, disponibilização de mobiliário apropriado, alocação de recursos humanos nas áreas administrativa, técnica e de analistas especializados na leitura dos testes, que assinam os laudos. Também fez parte da prestação de serviço a locação de carros e a contratação de empresa especializada para a remoção do lixo hospitalar. O contrato firmado previa a realização de exames em 100 mil pessoas, tendo havido aditamento para a inclusão de outras 50 mil pessoas examinadas.”

O que diz a empresa Luna Park?

"A empresa Luna Park Importação, por seu advogado da Lacerda Neto Advogados Associados, em virtude dos fatos noticiados pela imprensa em geral e nas redes sociais, no que se refere ao objeto da ação do GAECO/MPDFT, “Falso Negativo”, esclarece que:

Participou do procedimento licitatório de aquisição de testes rápidos para à Covid-19, que teve a participação de outras 07 empresas fornecedoras, ofertando preços com os valores praticados pelo mercado, nessa ocasião, abril de 2020.

Jamais foi beneficiária, em procedimentos licitatórios, de vantagens e ou favores de órgãos públicos e, nunca causou qualquer prejuízo ao erário em suas atividades comerciais. Possui autorização para importação e venda de produtos destinados ao combate ao SARS-COVID-19 e comercializa, também, outros produtos de acordo com seu objeto comercial. Registre-se, apesar de já ter fornecido os testes em abril de 2020, a Secretaria de Saúde do Distrito Federal, até o momento, não efetivou o pagamento pela compra efetivada, apesar de já ter utilizado os testes adquiridos, fato esse que vem causando grande prejuízo às suas atividades.

onfia na ação do Ministério Público do Distrito Federal e da justiça brasiliense, inclusive esperando, apurado os fatos, faça-se o pagamento do que lhe é devido, posto que cumpriu todas as obrigações previstas no chamamento da licitação realizada."


Nesta eleição contrate os serviços da Comunicar Marketing Digital.


 

VIANA - Pré-candidatos devem retirar faixas que caracterizem propaganda irregular

Eleições 15449812555 

A Justiça Eleitoral determinou, em 21 de agosto, em caráter liminar, que os pré-candidatos à prefeitura de Viana, Carlos Augusto Cidreira (conhecido como Carrinho) e Lucimar Gonçalves Moraes, retirem, em 48 horas (contadas a partir da intimação), as faixas que caracterizam propaganda irregular de suas candidaturas.

Proferidas pela juíza Carolina de Sousa Castro, as liminares atendem às solicitações feitas, nos dias 18 e 19 de agosto, em Representações de autoria da titular da Promotoria Eleitoral da 20ª Zona de Viana, Isabelle de Carvalho Fernandes.

FAIXAS

Em 18 de agosto, a promotora eleitoral apresentou Representação contra Carlos Augusto Cidreira, relatando a existência de faixas em homenagem aos pais, com logomarca eleitorais, além de uma caricatura do pré-candidato.

As faixas colocadas por Lucimar Gonçalves também motivaram Representação contra a pré-candidata. Nas faixas, também são vistos slogan e desenho eleitorais.

A multa individual por descumprimento é de R$ 2 mil diários.

Redação: CCOM-MPMA

APICUM-AÇU - Prefeito e mais oito pessoas são alvos de Ação por Ato de Improbidade

Logomarca MPMA 

Uma licitação irregular, realizada pelo Município de Apicum-Açu, com o objetivo de contratar uma empresa de construção, motivou o Ministério Público do Maranhão a propor, em 21 de agosto, Ação por Ato de Improbidade Administrativa contra nove pessoas, entre gestores, servidores e empresários. Assinou a manifestação ministerial o promotor de justiça Igor Adriano Trinta Marques.

São alvos da ação: Cláudio Luiz Lima Cunha (prefeito de Apicum-Açu), José Mário Ribeiro (ex-secretário de governo e condutor da licitação), Ramiro José Saif Campos, Oziel Santos Silva e Beneil Costa Mendes (membros da Comissão Permanente de Licitação na época), Joceney Franco Rocha (ex-secretário municipal de Infraestrutura) e Benenilson José Nascimento Castro (ex-secretário municipal de Educação).

Também estão envolvidos os empresários Jaime Peixoto Flores e Alex Lima de Sousa, sócios-proprietários da empresa vencedora da licitação, Ipê Projetos Ambientais e Serviços LTDA, e responsáveis pelo cumprimento das obrigações firmadas no contrato.

A licitação, realizada em 2013, na modalidade tomada de preços, tinha como finalidade a contratação de empresa para a conclusão da construção de uma quadra poliesportiva com vestiário, no valor global de R$ 249.670,64.

IRREGULARIDADES

De acordo com as investigações do MPMA, o certame apresentou diversas ilegalidades, entre as quais: inexistência de pesquisa de preços, não comprovação de existência de recursos orçamentários, publicidade insuficiente entre publicação e realização do certame e Inserção de documentos de habilitação em data posterior à licitação.

Além disso, a empresa, vencedora não apresentou Atestado de Capacidade Técnica e a administração pública, por sua vez, descumpriu as regras do edital por não ter desabilitado a empresa ganhadora do processo licitatório.

Para o promotor de justiça Igor Trinta Marques os envolvidos, além de terem violado princípios básicos da administração pública, causaram prejuízos ao erário porque direcionaram e facilitaram que uma pessoa jurídica utilizasse recursos públicos sem a observação de dezenas de formalidades legais ou regulamentares.

“Existem elementos cabais que constatam de forma inequívoca o favorecimento da empresa ganhadora da licitação, configurando, portanto, condutas ímprobas e proibidas legalmente. Não resta dúvidas que os requeridos violaram diversas normas da Lei nº 8.666/1993, como também desrespeitaram dezenas de disposições do edital do certame, tendo redundado em prejuízos ao patrimônio público”, enfatizou o autor da ação.

PEDIDOS

Como medida liminar, o Ministério Público requereu à Justiça a decretação da indisponibilidade dos bens no valor de R$ 249.670,64 de cada requerido.

Igualmente foi solicitada a penhora parcial dos salários dos envolvidos como medida de ressarcimento ao erário, limitando-se o bloqueio a 30% do valor recebido como vencimentos, soldos ou salários.

IMPROBIDADE

Como pedido final, foi pedida a condenação dos citados, conforme a Lei nº 8.429/92 (Lei da Improbidade Administrativa) , com a aplicação das seguintes sanções: ressarcimento integral do dano no valor de R$ 249.670,64; perda da função pública e suspensão dos direitos políticos de cinco a oito anos; suspensão dos direitos políticos de três a cinco anos; pagamento de multa civil de até duas vezes o valor do dano; proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário, pelo prazo de cinco anos.

Redação: CCOM-MPMA

Polícia Militar recebe doações da Alumar


 Em mais um apoio à Polícia Militar do Maranhão, o Consórcio Alumar entregou, na última quinta-feira (20) um conjunto de itens essenciais, como parte das ações de responsabilidade social da companhia, que mantém um bom relacionamento com a instituição.

Ao todo, foram mais de 17 mil reais em materiais como tenda, cones de sinalização e barreiras sanfonadas, equipamentos fundamentais para que a corporação exerça a sua função social de preservação da ordem pública e proteção de pessoas e patrimônios.

Para o diretor da Alumar, Helder Teixeira, “o Consórcio contribui e suporta, sempre que possível, as ações da Polícia Militar, como parte efetiva de nossos compromissos com as comunidades e o setor público", disse.

No início de junho, a Alumar doou à PM itens de higiene como luvas cirúrgicas, álcool em gel e máscaras, em colaboração ao enfrentamento à COVID-19 em nosso estado.
 
Sobre a Alumar

O Consórcio de Alumínio do Maranhão - Alumar é um dos maiores complexos industriais de produção de alumina e alumínio do mundo. Inaugurado em julho de 1984, é formado pelas empresas Alcoa, Rio Tinto e South32 e desempenha um papel importante no Maranhão. Cerca de 90% de seus colaboradores são maranhenses, além de contar com centenas de fornecedores locais.

O sistema de gestão da Alumar é integrado e engloba gestões de qualidade, saúde, segurança e meio ambiente estabelecido com base nas normas NBR ISO 9001, NBR ISO 14001 e OHSAS 18001. Em 2019, obteve a certificação ASI, (Aluminium Stewardship Initiative), o mais importante Selo de Sustentabilidade na cadeia de valor do alumínio.

terça-feira, 25 de agosto de 2020

Ex-secretário de Saúde do município de Timbiras e atual no DF foi preso suspeito de fraude na compra de testes para Covid-19

Francisco Araújo e outros cinco integrantes da pasta foram detidos em ação que investiga irregularidades na compra de testes rápidos para Covid-19. Governador diz que grupo está sendo 'indevidamente acusado'.

 Secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo, em coletiva de imprensa — Foto: Renato Alves/Agência Brasília

O governador Ibaneis Rocha (MDB) se manifestou, na manhã desta terça-feira (25), sobre a operação que resultou na prisão preventiva do secretário de Saúde do Distrito Federal, Francisco Araújo. O chefe do Executivo local afastou dos cargos os envolvidos, mas criticou a ação do Ministério Público do DF.

"O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, no momento em que declara sua irrestrita confiança no Poder Judiciário local, vem a público lamentar a desnecessária operação ocorrida nesta manhã e que culminou na prisão preventiva da cúpula da Secretaria de Saúde", disse em nota (leia íntegra ao fim da reportagem).

No lugar de Francisco Araújo, assume a pasta o ex-secretário Osnei Okumoto, que deixou o cargo no início da pandemia. A ação investiga suspeitas de irregularidades na compra de testes rápidos para detecção da Covid-19 (veja mais abaixo). Foram detidos seis integrantes do primeiro escalão da Secretaria de Saúde. São eles:

  • Francisco Araújo Filho - secretário de Saúde do DF
  • Ricardo Tavares Mendes - ex-secretário adjunto de Assistência à Saúde do DF
  • Eduardo Hage Carmo - subsecretário de Vigilância à Saúde do DF
  • Eduardo Seara Machado Pojo do Rego - secretário adjunto de Gestão em Saúde do DF
  • Jorge Antônio Chamon Júnior - diretor do Laboratório Central do DF
  • Ramon Santana Lopes Azevedo - assessor especial da Secretaria de Saúde do DF

Há ainda um mandado de prisão contra o subsecretário de Administração Geral da Secretaria de Saúde, Iohan Andrade Struck. Ele não foi encontrado pelos investigadores e, até a última atualização desta reportagem, era considerado foragido.  

'Acusados indevidamente'

No texto, o governador afirma que a equipe da Secretaria de Saúde manteve todos os processos em curso abertos, com acompanhamento do Ministério Público, "comprovando a inexistência dos crimes a que estão sendo indevidamente acusados". 

Operação Falso Negativo

A ação desta terça é a segunda fase da operação Falso Negativo, liderada pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pela Procuradoria-Geral de Justiça do MPDFT. Ao todo, foram expedidos 44 mandados de busca e apreensão e sete de prisão preventiva.

Segundo o Ministério Público, o objetivo é desmantelar uma suposta organização criminosa instalada dentro da Secretaria de Saúde do DF para fraudar a escolha de fornecedores e superfaturar a compra dos testes, feita com dispensa de licitação. Os investigadores afirmam que o prejuízo aos cofres públicos chega a R$ 18 milhões.

A decisão que autorizou a operação é do desembargador Humberto Adjuto Ulhôa, do Tribunal de Justiça do DF. As ordem judiciais estão sendo cumpridas em outros oito estados, onde estão as empresas fornecedoras dos testes. São eles:

  • Goiás
  • São Paulo
  • Rio de Janeiro
  • Bahia
  • Santa Catarina
  • Mato Grosso
  • Espírito Santo
  • Rio Grande do Sul

A operação investiga crimes de fraude à licitação, lavagem de dinheiro, crime contra a ordem econômica (cartel), organização criminosa e corrupção ativa e passiva.

A ação ocorre em meio a uma polêmica relacionada à divulgação de dados de mortes sobre a Covid-19 na capital. Na semana passada, a SES-DF passou a informar nos boletins diários apenas as mortes ocorridas nas últimas 24 horas, e não as que aconteceram em outros dias mas tiveram a causa confirmada na data.

Em coletiva de imprensa para divulgar a mudança, o secretário de saúde Francisco Araújo disse que os dados de óbitos acumulados causavam "desassossego na população". Especialistas criticaram a medida.

Leia a íntegra da nota do governador Ibaneis Rocha:

"O governador do Distrito Federal, Ibaneis Rocha, no momento em que declara sua irrestrita confiança no Poder Judiciário local, vem a público lamentar a desnecessária operação ocorrida nesta manhã e que culminou na prisão preventiva da cúpula da Secretaria de Saúde

O secretário de Saúde, Francisco Araújo Filho, e toda a sua equipe sempre estiveram à disposição das autoridades para esclarecer quaisquer fatos, mantendo abertos todos os processos em curso na SES, inclusive com acompanhamento online do Ministério Público pelo Sistema Eletrônico de Informações (SEI), comprovando a inexistência dos crimes a que estão sendo indevidamente acusados.

"Neste momento, não resta outra atitude da minha parte a não ser afastar preventivamente os acusados, com o único intuito de não paralisar os importantes serviços prestados à sociedade do Distrito Federal pela Secretaria de Saúde, em especial neste momento de pandemia."

Aguardo rápida apuração e o esclarecimento dos fatos para que pessoas inocentes não tenham seus nomes indelevelmente manchados.

Ibaneis Rocha

Governador do Distrito Federal"

 
 

 

 

segunda-feira, 24 de agosto de 2020

Aposta feita em Timbiras no Maranhão fatura mais de R$ 36 mil no Concurso 2292 da Mega Sena 23 de agosto de 2020

Por O Maranhense 

Mega-Sena

Por pouco, não teve Maranhense premiado no concurso 2292 da Mega-Sena, sorteado neste sábado (22),no Espaço Loterias Caixa em SÃO PAULO.
SP.

Duas apostas feitas na Lotérica Boa Sorte, na cidade de Timbiras-MA, acertaram 5 dos 6 números sorteados, e faturaram o prêmio de R$ 36.313,40.

Confira os números sorteados.
06 - 16 - 18 - 33 - 42 - 57

Recentemente, São Luís já teve dois ganhadores na loteria da Caixa Econômica Federal. Na segunda-feira (11), e na quinta-feira (20).

No concurso nº 2013 (17/08/2020), o vencedor de São Luís, dividiu o prêmio da Lotofácil, com mais 4 jogadores, levando uma bolada de R$ 547.050,76 para cada um.

Em outro concurso, de nº 2016 (20/08/2020), o vencedor de São Luís levou a bolada sozinho, no valor de R$ 943.821,08.

 

Justiça do Paraguai decide nesta segunda-feira se deixa Ronaldinho e Assis voltarem ao Brasil

 Por Martín Fernandez — São Paulo

Presos desde o dia 6 de março em Assunção, Ronaldinho Gaúcho e seu irmão, Roberto Assis, vão saber na tarde desta segunda-feira se estarão finalmente autorizados a deixar o Paraguai e retornar ao Brasil. Uma audiência judicial marcada para às 15h de Brasília (14h de Assunção) deve resultar na libertação dos brasileiros, acusados de entrar no país vizinho usando passaportes falsos.

O caminho foi aberto duas semanas atrás, quando o Ministério Público do Paraguai concluiu as investigações e decidiu não apresentar nenhuma nova denúncia contra Ronaldinho e Assis. Os promotores também ofereceram aos brasileiros a suspensão condicional do processo, mediante o pagamento de multas – US$ 110 mil no caso Roberto de Assis e US$ 90 mil no caso de Ronaldinho.

Além do pagamento da multa, os dois terão que comparecer a cada três meses com uma autoridade brasileira, para acompanhamento do processo. No caso de Ronaldinho, isso dura um ano. No de Assis, dois anos. A defesa dos brasileiros aceitou as condições sugeridas pelo MP do Paraguai – por isso todos os lados envolvidos no caso acreditam que a aventura de Ronaldinho no Paraguai termina agora.

Ronaldinho em abril, quando já estava preso há um mês no Paraguai: retorno ao Brasil está próximo — Foto: Norberto Duarte/AFP

Ronaldinho e Assis foram presos no dia 6 de março, acusados de terem ingressado no Paraguai portando documentos adulterados. Os dois admitiram esse crime, que tem como pena o pagamento de multa. Mas o Ministério Público pediu – e a Justiça concedeu – uma prisão preventiva, que no país vizinho pode durar até seis meses, para que outros possíveis crimes fossem investigados.

Após cinco meses de investigações, que incluíram perícias nos celulares dos irmãos Assis e de outras pessoas, nada foi encontrado contra os brasileiros.

Os passaportes falsos foram entregues ao ex-jogador e seu irmão no aeroporto de Assunção no dia 4 de março, quando eles desembarcaram de um voo que havia partido de São Paulo. Os documentos foram dados a eles pelo empresário Wilmondes Souza Lira, que também está preso no Paraguai. Lira era o intermediário entre os irmãos Assis e a empresária Dalia Lopez, que havia convidado Ronaldinho e Assis para irem até Assunção participarem de ações sociais de uma suposta ONG. Dalia Lopez está foragida desde o dia 7 de março.

O "caso Ronaldinho" detonou uma investigação que resultou na prisão de cerca diversos agentes públicos paraguaios, envolvidos num esquema de falsificação de documentos e evasão de divisas.

Ronaldinho tem recebido visitas e presentes durante período no Paraguai — Foto: Divulgação

Após um mês presos na Agrupación Especializada, um quartel da Polícia Nacional do Paraguai transformada em prisão de segurança máxima, Ronaldinho e Assis conseguiram a mudança de regime e passaram para prisão domiciliar, que eles cumprem desde então num hotel de Assunção. Na ocasião, eles aceitaram também pagar uma fiança de US$ 1,6 milhão – é desse valor que agora serão descontados os US$ 200 mil de multa a serem pagos por Ronaldinho e Assis. Ou seja: o Estado paraguaio vai devolver a eles US$ 1,4 milhão.

Nesse período, Ronaldinho completou 40 anos (21 de março) e passou o dia das mães longe de Dona Miguelina e o dia dos pais longe de João, seu único filho. Durante o período em que esteve na Agrupación Especializada, Ronaldinho jogou futebol e futevôlei, recebeu mimos e visitas de ídolos e jogadores da ativa no futebol paraguaio, como Gamarra.

O estafe do jogador ainda não decidiu quando (nem como) voltará ao Brasil após o resultado da audiência. Eles preferem esperar o desfecho do caso.

URGENTE - Morre o pai do governador Flávio Dino

 

Morreu nesta segunda-feira (24) o ex-deputado estadual e ex-prefeito de João Lisboa Sálvio Dino, pai do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).

Ele estava internado na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital Carlos Macieira, em São Luís, onde deu entrada após contrair Covid-19 (saiba mais).

A informação foi confirmada nas redes sociais pelo governador maranhense.

Sálvio Dino Jesus de Castro e Costa tinha 88 anos e era pai, ainda, do procurador da República Nicolao Dino e do advogado Sálvio Dino Júnior.

A toda a família e aos amigos, nossos mais sinceros sentimentos.

Por Gilberto Leda

domingo, 23 de agosto de 2020

Pai do governador Flávio Dino segue internado em estado grave

 Por Jorge Aragão23 ago 2020

No fim da tarde e início da noite deste domingo (23), surgiu a informação equivocada que Sálvio Dino, pai do governador do Maranhão, Flávio Dino, teria falecido vítima da Covid-19.

Alguns blogs chegaram até a publicar a notícia, que felizmente foi desmentida pela Secretaria de Comunicação do Maranhão.

Sálvio Dino, que tem 88 anos, segue internado e lutando contra a Covid-19, mas infelizmente o quadro de saúde é grave. Veja abaixo a Nota.

“A Secretaria de Estado da Comunicação Social e Assuntos Políticos (Secap) informa que o ex-deputado estadual e ex-prefeito de João Lisboa, Sálvio Dino, pai do governador Flávio Dino, segue em tratamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), no Hospital Carlos Macieira, em São Luís.

Sálvio Dino foi diagnosticado com Covid-19 há algumas semanas e iniciou tratamento hospitalar na cidade de Imperatriz, posteriormente sendo transferido para a capital. O estado de saúde é grave”.

quinta-feira, 20 de agosto de 2020

Partido dos Trabalhadores - PT liberou plataforma para a comunidade contribuir com o Plano de Governo Participativo

 

O Partido dos Trabalhadores-PT de Timbiras disponibilizou um link para o cadastro de propostas pelos moradores de nossa cidade. Com isso, é possível até a Convenção Municipal do partido, no dia 31 de Agosto de 2020.

A construção do Plano de Governo Participativo para os debates eleitorais será gerenciado em meio virtual na página http://www.programadegovernopt.com.br/timbiras. É o PT avançando para a disputa das eleições municipais.

ASCOM PT