MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
PUBLICIDADE

OIFEODONTO 1 ANO

OIFEODONTO 1 ANO
CHOPERIA RAMON TUDO DE BOM

domingo, 16 de outubro de 2016

LEMBRANÇAS - 26 anos sem o eterno ZÉ MARIA ALVIM.


Fotos arquivo família Zé Maria de calça branca
15 de outubro de 1990, Timbiras perdia um de seus grande nomes da política local, o grande Zé Maria Alvim que faleceu vitima de câncer de pulmão.

José Maria Frazão de Melo e Alvim, o popular "Zé Maria Alvim" foi prefeito de Timbiras no pleito de (1977 - 1982). Vindo a concorrer pela ultima vez em 1988 pelo PFL com a coligação "Opção Por Quem Trabalha" contra Dr.Chagas, naquela ocasião Zé Maria foi derrotado nas urnas para o jovem médico timbirense Francisco das Chagas Rodrigues que governou de (1989 - 1992).

Logo após da perca na política local, seu Zé Maria teve que ser transferido para um hospital da capital, onde passou bom tempo internado e naquela manhã de 15 de outubro de 1990, os timbirenses receberam a triste noticia que o eterno Zé Maria Alvim havia falecido. Seu corpo foi velado e sepultado em São Luis.

QUEM FOI ZÉ MARIA ALVIM?

A nossa equipe de reportagem conversou com algumas pessoas que conviveram com seu Zé Maria, e muitas lembranças boas foram deixadas por este homem que tinha uma grande virtude a "PALAVRA". Segundo os mais velhos seu Zé Maria quando dava a sua palavra, o martelo estava batido ou seja se ele dissesse que te daria algo, pois poderia acreditar que ele daria mesmo, mas se ele dissesse que não dava, já sabiam todos que ele não daria.

Zé Maria era um homem simpático, alto e dos olhos azuis era fazendeiro dono de uma grande propriedade,  O Campestre dos Alvins, que nas décadas de 70/80 era seu lugar de morada onde conviveu com muitos amigos na velha CASA GRANDE. Seu Zé Maria casou-se com dona Léa Nunes de Melo e Alvim, com quem teve vários filhos.

POLÍTICA

Na política a família Alvim sempre teve peso em Timbiras, o primeiro ALVIM a governar o municipio foi em 1932 - 1933: Major Benedito Brandão de Melo e Alvim, depois 1935 - 1935: Coronel Benedito Brandão de Melo e Alvim, 1937 - 1942: Catulo Bogéa de Melo e Alvim, 1957 - 1960: Catulo Bogéa de Melo e Alvim, 1977 - 1982: José Maria Frazão de Melo e Alvim e por ultimo 1997 - 2000: Robson Antônio de Melo Alvim França, 2001 - 2002: Robson Antônio de Melo Alvim França, 2002 - 2002: Wilson Gonçalves Vieira (interino), 2002 - 2004: Robson Antonio de Melo Alvin França.

Zé Maria Alvim teve um de seus filhos na política, Luiz Antônio Nunes de Melo e Alvim o popular (LULA), foi eleito vereador por dois mandatos. Depois seu sobrinho Robson Alvim que também foi vereador e depois prefeito.

Foto - campanhas política
De 2004 para cá a família Alvim vem lutando para emplacar um novo nome, mas não teve sucesso, Daniel Alvim tentou para vereador, prefeito e vice e não conseguiu e a jovem Bruna Alvim tentou por duas vezes a um cargo de vereador e também não teve êxito. Quem será o aproximo Alvim a lutar para resgatar esse legado na politiza local? São essas perguntas que ficam no ar, com a palavra a família Alvim.

E fica aqui a nossa pequena homenagem da lembrança de 26 anos sem o eterno Zé Maria Alvim o Galeguinho dos olhos Azul, como era carinhosamente chamado por muitos simpatizantes e amigos da época.

Banner da campanha de 1988

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages