TIMBIRAS CONTA COM OS SERVIÇOS DA RAD IMAGEM E DA ALIANÇA FIBRA

segunda-feira, 13 de setembro de 2021

Moto quebra invencibilidade do Castanhal e abre vantagem para o jogo da volta no mata-mata da Série D

 


O Moto Club venceu o Castanhal por 2 a 0, na tarde deste domingo, no estádio Nhozinho Santos, pela mata-mata da segunda fase da Série D do Brasileiro. Os gols do Papão do Norte foram marcados por Márcio Diogo e Ted Love. Com a vitória, o Papão do Norte abriu vantagem diante do Japiim e ainda quebrou a invencibiidade de 14 jogos da equipe paraense no Brasileiro.

Como fica? E o próximo encontro?

No próximo duelo entre as equipes, o Moto pode perder por até um gol de diferença que mesmo assim garante vaga nas oitavas de final. O Castanhal terá que vencer por no mínimo três gols de diferença para avançar direto. Em caso de igualdade nos placares, a decisão será nos pênaltis. As equipes voltam a campo no próximo domingo, dia 19, no estádio Modelão, em Castanhal-PA. 

Primeiro tempo 

O Moto foi quem ditou o ritmo de jogo desde o apito inicial. Chegava bem ao ataque, e criava as melhores oportunidades. Aos 23 minutos, o que era expectativa diante de várias tramas criadas, se tornou realidade. Ted Love aproveitou a vantagem no lance de de falta em Diego Renan, avançou até a linha de fundo e deixou Márcio Diogo Livre para abrir o placar. E o camisa 7 do Papão do Norte fez questão de retribuir a assistência aos 31 minutos. Depois de limpar uma jogada pela esquerda do ataque, Márcio Diogo tocou nas costas da marcação para a chegada de Ted Love que chapou no canto esquerdo de Axel. O Moto foi para o intervalo com vantagem no placar.

Segundo tempo 

Depois de uma atuação apática na primeira etapa, o Castanhal voltou para o segundo tempo conseguindo ficar um pouco mais com a posse de bola. Criou algumas chances, mas sem sucesso. O Moto marcava bem e inibia os planos da equipe paraense de esboçar uma reação. O Japiim até assustou na reta final com bons chutes de Capanema e Fidélis, mas nada mais que isso. Segunda etapa sem gols, e só um lado festejou o final feliz da primeira batalha: os rubro-negros maranhenses.

Fonte: ge/ma

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.