TIMBIRAS CONTA COM OS SERVIÇOS DA RAD IMAGEM E DA ALIANÇA FIBRA

quinta-feira, 14 de julho de 2022

CPI do MEC e o tremendo equívoco do senador Weverton Rocha


Ao conceder entrevista na Rádio Mirante AM, ao programa Ponto Final, nesta quinta-feira (14), o senador Weverton e pré-candidato ao Governo do Maranhão pelo PDT, Weverton Rocha, comentou sobre sua decisão de não assinar a CPI do MEC, proposta após a prisão do ex-ministro da Educação, Milton Ribeiro, e dois pastores evangélicos, um deles inclusive maranhense.

A justificativa dada pelo senador maranhense foi a pior possível. Weverton tinha até o direito de não assinar, desde que tivesse uma razão minimamente plausível, mas não assinar por apoiamento político, é bisonho.

“Eu tinha tido recentemente evento com eles, recebendo apoio e claro, que é do meu perfil, eu não tinha condição nenhuma de assinar, nenhum tipo de investigação contra eles, pelo fato de já ter tido relação política e apoiamento deles, foi simplesmente isso. Isso se chama caráter. Como eu estou com você aqui e amanhã venho fazer movimento contra você”, afirmou Weverton.

A declaração é totalmente equivocada, já que Weverton deixa claro que em detrimento das amizades e/ou alianças políticas, prefere não agir em prol de uma investigação que apure suposta corrupção de verbas públicas.

Além de equivocada a declaração é temerária, afinal Weverton é pré-candidato ao Governo do Maranhão, sendo responsável pela chave do principal cofre do estado e pelo que se pode entender das declarações do senador, no caso da CPI do MEC, caso um aliado seu seja denunciado por corrupção, pelo seu caráter e perfil, o pedetista não irá trabalhar pela investigação da eventual denúncia.

Uma declaração equivocada e temerária, principalmente para um servidor público e que pretende assumir o maior cargo político do Maranhão.

Blog do Jorge Aragão

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.