MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
PUBLICIDADE

CHOPERIA RAMON/COIFEODONTO 1 ANO

CHOPERIA RAMON/COIFEODONTO 1 ANO
COIFEODONTO 1 ANO

segunda-feira, 16 de maio de 2016

Governo lança Plano de Trabalho 2016 da Fapema em Codó

A Fundação de Amparo à Pesquisa e ao Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Maranhão (Fapema) realizou na semana passada no auditório da Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) em Codó, a divulgação do Plano de Trabalho 2016. A instituição prevê para este ano um investimento da ordem de R$ 50,3 milhões nas áreas de ciência, tecnologia e inovação fomentando projetos que contribuam para o desenvolvimento do Maranhão.

A apresentação do Plano foi feita por professores, pesquisadores e estudantes. Segundo o diretor-presidente da Fapema - Alex Oliveira, a importância dessas visitas aos polos de ensino superior do Maranhão está em aproximar os pesquisadores do que vem sendo desenvolvido pela Fundação de Amparo à Pesquisa. 

“A ideia é fazer com que eles se sintam contemplados nas diversas linhas de ação apresentadas e possam construir projetos de pesquisa a partir do que está sendo demandado pelo Governo do Estado”, esclarece Alex Oliveira.

A ação contou com a presença do vereador Pedro Belo, o parlamentar elogiou o trabalho de Alex Oliveira e disse que a Fapema vem exercendo uma gestão extremamente diferenciada sob a direção do professor.

“A apresentação do Plano de Trabalho da Fapema aqui em Codó é uma demonstração de reconhecimento e mostra o respeito que o governador Flávio Dino e o professor Alex Oliveira têm pela comunidade acadêmica desta cidade (...)”, disse Pedro Belo.

Oportunidades - O Plano de Trabalho tem por foco Mais Ciência e Inovação para Todos Nós e está estruturado em quatro linhas de ação: Mais Ciência; Mais Inovação; Mais Qualificação e Popularização da Ciência.

Dentro desses quatro eixos estão inseridos 15 programas e 44 editais. Segundo Alex Oliveira, todos os objetivos transversais e metas a serem alcançadas se baseiam nessa temática e nos eixos desenvolvimento social, conhecimento da biodiversidade e competitividade com inclusão produtiva. O diretor-presidente explica que a ideia é que, em 2016, a Fapema continue a trabalhar com as metas já traçadas, de forma a aprofundar os objetivos da Fundação com ênfase nas parcerias e na captação de recursos e visando produzir ciência com Mais Inclusão Produtiva e Inovação Tecnológica. 

“Nas ações deste ano, além do fomento ofertado por meio dos programas já citados, terão destaque a promoção de eventos de popularização da ciência, como valorização da pesquisa e propriedade intelectual, novas tecnologias educacionais e cooperação internacional França e Brasil”, afirmou.

O diretor-presidente ressalta que a proposta do Plano é criar uma aproximação das universidades e centros de pesquisas com os anseios da sociedade, em suas demandas sociais, ambientais e produtivas.
“Esta política não visa destituir a universidade de suas prerrogativas constitucionais de autonomia didática e científica, mas sim fortalecer os elos entre atores da comunidade científica e da sociedade”, finalizou Alex Oliveira.
ASCOM / Por Marco Silva

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Pages