MERCEARIA SILVA

MERCEARIA SILVA
ECONOMIZANDO COM VOCÊ

OIFEODONTO 1 ANO

OIFEODONTO 1 ANO
LOJAS TROPICAL - MANIA DE PREÇOS BAIXOS

segunda-feira, 18 de abril de 2016

Polícia conclui que timbirense foi morto por colegas de cela em presídio de Codó

A suspeita de suicídio do preso Juscelino Farias dos Santos foi descartada na manhã desta segunda-feira, 18, pelo delegado regional Zilmar Santana.

O preso  foi encontrado enforcado, na manhã da última sexta-feira, 15,  com uma  corda usada para  armar redes numa das celas do Centro de Detenção Provisória de Codó. Na cela estavam Juscelino e mais 14 presos.

Em um primeiro momento todas as informações que vieram daquele ambiente, mediante interrogatório,  foram de que ele havia cometido suicídio, mas quando a direção do presídio e a Polícia Civil começaram a investigar descobriram um crime.

Hematomas pelo corpo do detento chamaram a atenção do delegado Zilmar Santana.  Outras  evidências levaram à conclusão de que ele foi assassinado por, pelo menos, 4 colegas de cela com a participação de outro detento de uma outra cela.

 “Ele apresentava hematomas pelo corpo além de outras evidências que levavam a crer que tratava-se de um homicídio, foi feito pela direção um levantamento e foi identificado que 4 suspeitos e um outro envolvido que seria de outra cela, estes indivíduos foram todos autuados em flagrante por homicídio qualificado e se encontram recolhidos ao presídio, 4 deles foram transferidos para o presídio de Coroatá por medida de segurança para que não intimidem os demais presos que estão na cela aos quais a gente pretende agora interrogar”, explicou o delegado.

A MOTIVAÇÃO

O motivo  do assassinato seria uma desavença entre a vítima e um dos investigados.

“Seria a desavença com esse preso que seria de outra cela, esse preso teria arquitetado por vingança e dito para os demais indivíduos para o interior da cela que o preso vítima seria de algum tipo de facção criminosa inimiga da deles e que essa seria a motivação para que os demais presos se reunissem e tirasse a vida de Juscelino”, disse o regional à TV Mirante.

Juscelino Faria dos Santos tinha 24 anos de idade e era de Timbiras onde cometera um assassinato em agosto do ano passado, crime pelo qual estava preso em Codó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.

Pages